A missão do Betar é formar a próxima geração de líderes judeus.

     A missão do Betar parece ser muito simples, apesar de não ser: criar aquele tipo de judeu que a nação necessita para a reconstrução do Estado. Isto é, criar um jovem consciente das necessidades de seu povo.

     Precisamente, esta é a grande dificuldade, já que, nos dois mil anos de diáspora, o povo judeu perdeu sua capacidade de mobilizar-se em conjunto, como uma unidade nacional - de defender-se nos momentos de perigo - habituando-se mais à confusão, à desordem, à desorganização do que à ação. Por isso, o Betar fixou como missão educar a juventude passo a passo, para que, posteriormente, possa ser o pilar da vida judaica.

     A primeira palavra que deve ser associada com o Betar é: Educação. Esta é a nossa missão e é isto que o Betar vem fazendo desde 1923 até hoje, em Riga, Jerusalém, Nova York ou em São Paulo. O Betar educa seus membros para que chegarem ao topo - serem as melhores versões de si mesmos - e para sentirem-se orgulhosos de suas raízes judaicas.